Tire suas dúvidas sobre protetores solares


Impossível pensar em férias, praia, piscina e sol sem levar na bagagem um estoque de protetor solar. Acho que as pessoas já se deram conta dos perigos das radiações solares – apesar de não levarem muito a sério a orientação de que devemos usar protetor durante o ano todo e não apenas nessa época.

Mas como escolher o protetor? Você sabe qual o fator mais indicado para o seu tipo de pele? Crianças podem usar protetor de adultos? Para responder a essas e outras dúvidas, eu entrevistei a dermatologista Marcella Delcourt, da Santa Casa de São Paulo. Leia o que ela diz a respeito.

Mulher 2.0 - É verdade que protetores com fator acima de 30 têm o mesmo efeito?
Marcella Delcourt - Na teoria, a diferença de FPS (proteção contra os raios UVB) é pequena: um fotoprotetor com FPS 15 protege a pele contra cerca de 92% da radiação UVB, o FPS 30, 96% e o 60, 98%. Mas existem outros fatores a se considerar num filtro solar, como o PPS (fator de proteção contra os raios UVA), que deve ser no mínimo 10, e a textura do produto. Os filtros em creme ou com base protegem mais do que aqueles em gel ou loção por serem mais espessos e proporcionar uma proteção física. A forma de aplicação do filtro solar também interfere no grau de proteção. Ao aplicar uma quantidade inferior à recomendada, o fator de proteção oferecido no rótulo é reduzido. O volume correto e 2ml de protetor/cm3 de pele (ex: uma colher de chá para o rosto).

Mulher 2.0 -  Como escolher o fator correto?
Marcella Delcourt - A Sociedade Brasileira e a Americana de Dermatologia preconizam o mínimo de FPS 30 com PPD 10 diariamente para todos os tipos de pele. Na prática, quem tem a pele mais clara ou com tendência a manchas deve usar um fator mais alto, de 60 a 100. As peles negras podem usar FPS 15.

Mulher 2.0 - Muita gente começa as férias usando um protetor com fator mais alto e diminui conforme vai “pegando uma cor”. Isso é correto?
Marcella - O ideal e proteger bem a pele para evitar queimaduras, não "descascar" e manter uma cor bonita por mais tempo. O bronzeamento deve ser feito de maneira gradual e com proteção, principalmente nos primeiros dias, pois a ação dos raios solares no estimulo da melanina (o pigmento da pele) só ocorre após 48 horas da primeira exposição. As pessoas mais morenas podem diminuir o fator para no mínimo 15 apos adquirirem o bronzeado.

Mulher 2.0 - E os protetores que também prometem bronzear? Funcionam?
Marcella  - Os bronzeadores não protegem a pele da radiação solar. O filtro solar bem aplicado, com o FPS/PPD adequado ao tipo de pele também permite um bronzeado gradual, bonito e duradouro. Existem alguns produtos no mercado, ou que podem ser manipulados por uma dermatologista, que associam ativos bronzeadores, como a cenoura e o urucum, ao filtro solar potencializando o efeito bronzeador enquanto a pele fica protegida adequadamente. Esses produtos devem ser usados no máximo por 2 horas e depois devem ser substituídos por um filtro tradicional.

Mulher 2.0 - Crianças podem usar protetores de adultos? A partir de qual idade?
Marcella - Os protetores específicos para crianças geralmente são indicados dos seis meses até os dois anos. Eles possuem menos agentes irritantes e não impedem a ação do sol na síntese da vitamina D - que é muito importante nessa fase da vida para a formação óssea e o crescimento. Após essa idade, as crianças podem usar protetores de adultos, dando preferência para os bloqueadores com alto fator de proteção UVA/UVB e, de preferência, hipoalergênicos.

Mulher 2.0 - Na praia, além do sol e do mar, temos a presença inconveniente dos borrachudos. Como administrar o uso de repelentes com protetores solares? Faz mal misturá-los? Qual passar primeiro?
Marcella - Existem estudos que mostram que repelentes de insetos tradicionais podem reduzir o fator de proteção solar (FPS) de um filtro solar em até 33%, além de poderem trazer danos a saúde na presença de filtros solares (com oxibenzona na fórmula) e do sol. A Citronela, por ser natural, é um bom substituto e pode ser aplicada 30 minutos após a aplicação do protetor. Atualmente, já existem produtos de boas marcas que aliam a proteção solar com o combate de insetos sem seus efeitos indesejáveis.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...